Sobre jardins

Gostaria de exercitar a escrita diariamente. Registrar pensamentos, monólogos aleatórios, contos e causos, vividos ou imaginados. Queria pintar um quadro, escrever uma poesia, falar de filosofia. Plantar uma árvore, subir uma montanha, atravessar um rio. Queria tomar um café bem quente, sentar-me na varanda de uma casa antiga, ouvir os fantasmas que não quiseram ir, e com … Continue lendo Sobre jardins

(sobre)viver

A ansiedade nos faz temer situações cotidianas, e em tempos de incertezas, os sintomas se intensificam. Frequencia cardíaca alterada, respiração rápida, sudorese e sensação de cansaço são apenas alguns desses sintomas. O seu feed de notícias dificilmente traz uma notícia que pode ser considerada boa. As redes sociais tornaram-se campo de batalha entre humanos e bots, … Continue lendo (sobre)viver

Quando o tempo para

Na borda da geladeira, em ação impensada, encostado bem na beira, destruição anunciada. Olhos nenhum o enxergaram ou previram queda anunciada Abre-se a porta aperriada Peças no chão se esfacelaram Tampa inteira para um lado Ponteiros do corpo pularam Alguns presos ainda vergaram ficando assim mutilados. O ponteiro dos segundos ainda estrebuchava querendo continuar a … Continue lendo Quando o tempo para