Dois poemas, dois poetas

carcaça na cerca

por Franciolli Araújo

* * *

Árida a paisagem que percorro.

Na beira da estrada

Sonhos mortos se acumulam

Só a esperança prevalece.


por Nelson Almeida

* * *

Árida a paisagem que percorro

Onde o lamento do sertanejo pede socorro nos cânticos entoados à galope

As margens da estrada, sonhos mortos se acumulam

A realidade sobrepuja sonhos infantis

Quem vive a seca do sertão jamais a esquece

Nestes torrões de terra, somente a fé e a esperança prevalecem.

“Agradeço à Franciolli Araújo pelo texto que me inspirou”
– Nelson Almeida

 

Imagem: Carcaça na Cerca por Alex Uchôa.
Link original do texto: Dois Poemas, Dois Poetas.
Blog da APOESC – Associação dos Poetas e Escritores de Santa Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s