Uma carta de amor

Aos que fazem o Instituto Federal do Rio Grande do Norte!

No dia 02 de setembro de 2019 participei, junto a um de meus filhos e familiares, da solenidade de inauguração do Centro Tecnológico Mineral Professor José Yvan Pereira Leite, situado em Currais Novos/RN. Era um momento de alegria – O IFRN entregava para a sociedade mais um importante dispositivo de desenvolvimento científico na área mineral. Para nós, era um momento de alento à dor causada pela ausência física dele em nossas vidas. Foi um momento difícil, nunca esperado…

No decorrer da solenidade fiquei pensando em muitas coisas, lembrando de experiências profissionais que ele vivenciou no Instituto Federal e de algumas características pessoais que justificam a bela decisão que vocês tomaram, ao decidirem por aquela homenagem…

Acredito que a principal característica de Zé Yvan era o seu imenso amor pelo seu trabalho! Nele, eu encontrava a prova irrefutável de que “o trabalho é ontológico ao ser humano”. Nele, ele encontrava um dos sentidos da vida… Por ele, vivia… E através dele se manterá vivo em todos aqueles que tiveram a oportunidade de serem seus alunos, bolsistas e colegas.

Procurei me lembrar de algum relato que pudesse demonstrar este sentido ontológico do trabalho na vida de Zé Yvan e outros sentidos importantes que faziam o seu viver. Não foi difícil – Abri a última versão da Holos, disponibilizada no site e reli este trecho do editorial da última revista publicada, o qual compartilho com vocês:

… Na terra dos vulcões, o respeito ao convívio com a natureza e a solidariedade flertam e alertam que a terra tem limites e a ciência de paz é o caminho.

Esta editoria deseja um próspero ano novo, convidando-os para uma boa leitura!

Puerto Varas, 31 de dezembro de 2018”

Pois bem, somente um imenso prazer pelo trabalho permitia a Zé Yvan, por exemplo, dedicar parte dos seus momentos de férias, muitas vezes em lugares longínquos, para atualizar algumas atividades, que se faziam necessárias. E assim, uma tarde de passeio era adiada e ele tranquilamente abria seu laptop (fiel escudeiro em todas as viagens de trabalho ou de lazer) e… tranquilamente… trabalhava.

Zé Yvan tinha uma forte compreensão quanto à indivisibilidade do ser humano, por isso, a sua luta pelos direitos humanos era uma rotina em sua vida! Ele sentia, desejava e lutava pela igualdade humana através da Arte, da Cultura, da Política, da Educação, da Saúde, da Justiça e, de modo muito particular, da Ciência!

Para tanto, considerando que pertencia a um grupo social no qual estas condições eram contempladas, tinha um imenso sentimento de solidariedade para com aqueles que não eram iguais! Não era solidário apenas em discurso, mas tinha práticas de solidariedade impulsionadoras de uma vida igualitária das pessoas!

Uma outra importante característica era a sua imensa criatividade e capacidade de estimular o prazer nos estudos, canalizada particularmente para as práticas de ensino e de pesquisa! Desta criatividade, se apropriaram seus alunos e bolsistas – Que alegria saber que seus ensinamentos continuarão presentes!

Além de tudo isso, ele tinha uma absoluta certeza que o mundo poderia ser melhor e que cada um de nós precisaria acreditar nisso. Para tanto, precisaríamos seguir aqueles que poderiam orientar nossos caminhos. Ele falou esta frase em uma entrevista realizada pelo IFRN:

“É possível ir mais longe! Eu sempre digo que o olho brilha mais quando temos bons exemplos”

Hoje, ele pode ser um destes exemplos…

Esta vontade de viver um mundo melhor, como muitos de vocês, o levou a assumir algumas responsabilidades de gestão no IFRN. Nelas, se revelou um ótimo gestor na área de pesquisa do IFRN. Era um visionário, mas com um potencial transformador imenso. Tinha capacidade para identificar o que precisaria ser feito, como poderia ser feito e não media esforços para tentar implantar tal ação.

Finalizando, mas com igual importância, reforço o seu caráter, a sua honradez e a grande dedicação e amor que sempre ofereceu à sua família. Nestes 35 anos de convivência, ele sempre orientou o rumo e o prumo em tudo na minha vida e na de nossos filhos – Ígor Figueirêdo Leite e Vítor Figueirêdo Leite. Nossa saudade é imensa, mas seus ensinamentos e suas lembranças estarão sempre conosco e sempre que seja possível estamos dispostos a compartilhar com vocês.

Agradecemos a cada um de vocês e em nome do Professor Willys Farkatt – Reitor do IFRN, agradecemos a todos aqueles que defenderam e aprovaram nas instâncias de decisão colegiada esta homenagem, tendo a certeza de que ela realmente será um exemplo para a comunidade escolar do IFRN!

Obrigada,

Maria Jalila Vieira de Figueirêdo Leite – 02/09/2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s