Que falta faz uma cola

Outro dia recebi uma ligação telefônica. Eu sei, isso soa estranho. Parece coisa do século passado e talvez por isso achei estranho.

Era um amigo, e queria conversar sobre assuntos profissionais. Achei estranho. Havia muito tempo que não falávamos sobre assuntos profissionais.

Conversamos por quase uma hora. Não ouvi nada de novo. Só os mesmos problemas de sempre, e isso não foi estranho, e aquilo me preocupou profundamente.

Me lembrei então do quando precisamos de cola. A cola é essencial em nossas vidas. Não aquela cola que fazemos para passar naquela prova difícil, não esse tipo de cola.

Me refiro àquela cola que nos une, que nos mantém focados em bons objetivos, que não nos deixa fraquejar e que está ali para nos lembrar, sempre, que a união verdadeiramente faz a força.

Aquela cola que prende pessoas, fazendo-as sonhar e quando necessário, agirem como um grande e massivo corpo único, que colide com todo e qualquer obstáculo, se não destruindo-o, pelo menos abalando-o.

Quantas vezes me peguei olhando para aquele cola que nos manteve unidos durante vários anos e tudo que eu desejava era ser uma cola como aquela, com aquele poder.

As partículas gravitavam ao seu redor, desejando estar ali, juntas, pois sabiam que eram muito mais fortes assim. Eram capazes de qualquer coisa. De atingirem qualquer objetivo, porque a cola lhes dizia isso, os fazia acreditar e eles acreditavam.

Seguiam em frente sem medo de errar, sem medo de serem felizes. Estava sempre juntos, se entregavam ao prazer da descoberta e davam um sentido todo especial a palavra união.

Como faz falta uma boa cola.

Faz falta porque as partículas deixam de gravitar em conjunto e se dispersam. Se dispersam e se enfraquecem. Em alguns casos, perdem até o mesmo seu propósito, e vagam aleatoriamente pelo infindável mar de possibilidades.

Perdem, as vezes, a chance de deixarem uma marca maior. De fazer parte de algo maior. Porque a cola que os unia, simplesmente desapareceu.

Que falta faz uma cola. Que nos une. Que nos ensina. Que nos motiva. Que nos mostra direções e diz: Vão! Mas não vão sozinhos.

Espero, um dia, ser uma cola, como aquela cola que eu tanto admirei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s